16 anos da TV OVO projeta o Sobrado como Espaço Cultural

Pessoal, segue aqui um relato bem pessoal da produção para o videomapping do dia 12 de maio.

Para nós, equipe da TV OVO, o dia 12 de maio é sempre especial. Marca o início de nossa trajetória lá nos idos de 1996. Já temos 16 anos e isso é um orgulho.

Quem viu o vídeo projetado na fachada do Sobrado, entendeu a magia que acontece na TV OVO. Jovens, 13, 14 ou 15 anos, se auto-organizando e trabalhando por um sonho coletivo. Claro que contando com a força e dedicação de pessoas especiais ao longo da caminhada, como o Paulo Tavares, a Sílvia Eggers, o Marcello Carrión, entre tantos outros.

Passamos a semana inteira envolvidos no evento. Organizando os materiais necessários, copiando as imagens de arquivos, solicitando o trancamento da rua, conseguindo parcerias.

Sábado fomos para o Sobrado pela manhã, iniciar a limpeza. Estamos sempre limpando o local. De meio-dia, um galeto assado para comemorar os 16 anos da TV e uma bela notícia. A Denise Copetti, nossa super produtora anunciou que será mamãe. Parabéns para ela e para o Juliano!

Durante a tarde, o que mais chamou a atenção, foi a interação com o vizinhos do Sobrado. Quem ainda não sabia do projeto, foi informado e convidado para a projeção que iria acontecer ás 18 horas. Conseguimos um grande participação dos moradores, isso foi ótimo. Já agradecemos nossos vizinhos de esquina que gentilmente emprestaram a internet para a transmissão on line.

Agradecemos muito ao Fernando Krum e ao Maurício Canterle pela dedicação e pela homenagem, já que o vídeo foi uma surpresa para a equipe da TV.

Agradecemos a Banda Jazz do Monte pela parceria! o som estava perfeito e em sintonia com a proposta.

Agradecemos ao Marcelo Canellas por possibilitar um “espaço” para os nossos sonhos.

Seguem aqui algumas fotos de Júlia Schnorr e o vídeo acima foi gravado e editado por Rafael Rigon.

Parabéns para toda família TV OVO!!!!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Boas Notícias! Sobrado é palco dos 16 anos da TV OVO

Mais um ano!

O tempo parece estar passando mais rápido, o bom é que também estamos fazendo mais coisas. E nessa contagem da roda da vida, completamos 16 anos. Por isso a TV OVO convida para participar da sua comemoração de aniversário, neste sábado, 12 de maio, às 18h, em frente ao Sobrado Centro Cultural, futura sede da TV OVO, na esquina da Rua Floriano Peixoto com Ernesto Beck.

E para comemorar, faremos uma projeção mapeada com arquivos da TV OVO sobre a própria fachada do casarão de 1916. O “videomapping“, como é chamada essa técnica, faz uso de projetores multimídia de grande luminosidade que transformam as próprias formas das edificações em telas de projeção não convencionais, criando ilusões de ótica e perspectivas impossíveis.

O responsável pela projeção é Fernando Krum, santa-mariense, parceiro de longa data da TV OVO, que tem desenvolvido esse tipo de trabalho em Salvador, na Bahia, e realizado oficinas de arte interativa, usando hardware e software livre.

A trilha sonora fica por conta da Banda Jazz doMonte.

O Quê: Aniversário de 16 anos da TV OVO.

Quando: Sábado, 12 de maio de 2012.

Onde: Sobrado Centro Cultural, Floriano, esquina Ernesto Becker

Entrada Franca.

http://www.youtube.com/watch?v=WTdBtNHLkaA&list=UUf03hV6gYVPH6I2Gypa_qUA&index=6&feature=plcp

Arrombamento no Sobrado, infelizmente começou cedo.

Apenas um dia depois do evento de lançamento da produção de documentários da TV OVO, o Sobrado foi alvo de furto e vandalismo.

Arrombando a porta da frente, o ladrão, ou os ladrões, teve (tiveram) acesso ao quarto do funcionário do Sobrado. Eclair é responsável por pequenas manuntenções no local e mora lá especialmente para “marcar presença” e movimentar o espaço de noite.

No horário do roubo, Eclair não estava no local.

Felizmente foram furtados apenas objetos pequenos, a maioria do próprio funcionário do Sobrado que trabalha já há dois anos no local. Ele foi funcionário do Marcelo Canellas até a TV OVO assumir a administração do sobrado.

É uma pena. Serve de aviso para nós.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Segurança é fundamental!!!!!! Vamos ter uma longa história de trabalho cultural no Sobrado. Esperamos que episódios como este nunca mais aconteçam.

Foi apenas a primeira salva de palmas

Público: em torno de 60 pessoas. Chegamos a esta conta de maneira simples. Havia 60 cadeiras no local, algumas vazias bem na frente (isso sempre acontece) e algumas pessoas em pé no fundo.

Programação: dois documentários e quatro mini-documentários. aproximandamente 50 minutos de exibição. Filmes para quem gosta de história, principalmente do passado da nossa cidade.

Participação especial: Grupo Saca-rolhas re-vivendo lembranças a esmo nos escombros do Sobrado. Além do grupo, o Pipoqueiro. A clássica sessão de cinema com pipoca era nosso objetivo.

Atração Principal: O espaço, o Sobrado Centro Cultural que, mesmo em estado um pouco precário, já começa a marcar espaço na produção cultural da cidade.

Resultado: Salva de palmas no final. A primeira de tantas que aquele espaço irá ouvir. Mais do que tijolo e argamassa, aquele espaço é vivo, por isso ele ouve. E depois de um evento desses, dá a impressão que as paredes esboçam um sorriso, acho que gostaram da função.

http://www.flickr.com/photos/77073044@N02/

09 de abril, mais um grande dia!

Gravações dos documentários do projeto Por Onde Passa a memória da Cidade

Esta segunda-feira, 09 de abril, será mais um grande dia para TV OVO. Além de lançar seis produções novas, também será a primeira atividade que realizaremos no Sobrado Centro Cultural, no qual viemos trabalhando desde o início do ano para colocar na ativa.

A programação desta segunda é voltada para o lançamento de dois documentários e quatro mini-documentários do projeto Por Onde Passa a Memória da Cidade, financiado pela LIC-SM 2011.

O documentário Qu4tro mistérios do Rosário recupera algumas histórias da trajetória do bairro Nossa Senhora do Rosário desde meados do século XIX, um local que no passado era habitado por uma maioria negra, tido como periferia da cidade devido ao tamanho de Santa Maria, e que hoje integra o centro da cidade.

Da mesma forma, o Trilhos do Itararé traz registros do passado ferroviário do bairro Itararé, que, assim como a ferrovia, teve seus anos de apogeu e estagnou com a desativação da mallha ferroviária.

Os quatro mini-documentários iniciam a série No meu tempo. Nela, pessoas que vivem em Santa Maria contam fatos que fazem parte da sua vida, da sua memória  individual, tecendo um perfil do entrevistado e, também, trazendo aspectos que fazem parte damemória coletiva da cidade. Os primeiros entrevistados são a Irmã Lourdes Dill, o Mestre Setembrino, o jornalista e escritor Humberto Gabbi Zanatta e o Seu Augusto Martins (proprietário do restaurante Augusto).

Então, você é nosso convidado para essa grande sessão de estreia, nesta segunda-feira, 09/04, às 19h, no Sobrado Centro Cultural – Rua Floriano Peixoto esquina com Ernesto Beck.

A entrada é franca! Esperamos você lá!