Foi apenas a primeira salva de palmas

Público: em torno de 60 pessoas. Chegamos a esta conta de maneira simples. Havia 60 cadeiras no local, algumas vazias bem na frente (isso sempre acontece) e algumas pessoas em pé no fundo.

Programação: dois documentários e quatro mini-documentários. aproximandamente 50 minutos de exibição. Filmes para quem gosta de história, principalmente do passado da nossa cidade.

Participação especial: Grupo Saca-rolhas re-vivendo lembranças a esmo nos escombros do Sobrado. Além do grupo, o Pipoqueiro. A clássica sessão de cinema com pipoca era nosso objetivo.

Atração Principal: O espaço, o Sobrado Centro Cultural que, mesmo em estado um pouco precário, já começa a marcar espaço na produção cultural da cidade.

Resultado: Salva de palmas no final. A primeira de tantas que aquele espaço irá ouvir. Mais do que tijolo e argamassa, aquele espaço é vivo, por isso ele ouve. E depois de um evento desses, dá a impressão que as paredes esboçam um sorriso, acho que gostaram da função.

http://www.flickr.com/photos/77073044@N02/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s